Isenção de taxas moderadoras para os bombeiros pode estar a caminho

O ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, prometeu estudar a revindicação da Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP) para a reposição da isenção completa das taxas moderadoras para os bombeiros.

A situação foi afirmada em reunião entre o presidente da LBP, Jaime Marta Soares, e o ministro esta manhã de quarta-feira.

Bombeiros e Ministério da Saúde acordaram na criação de um grupo técnico conjunto que irá começar a trabalhar já no início do próximo ano na abordagem dos diversos temas apresentados pela Liga dos Bombeiros Portugueses.

O ministro defendeu a aposta da cooperação entre os bombeiros, representados pela LBP, e o seu ministério, privilegiada através de um canal a manter sempre aberto.

O socorro pré-hospitalar em Portugal, no âmbito do Sistema Integrado de Emergência Médica (SIEM), que depende em cerca de 90 por cento dos bombeiros foi um dos temas apresentados na reunião.

Outro, o transporte de doentes não urgentes onde a intervenção dos bombeiros é capital e onde as dívidas às associações por parte da Saúde ultrapassam neste momento os 23 milhões de euros.

O presidente da LBP apontou a proposta de criação de uma convenção para o transporte de doentes como uma forma de corrigir ou ultrapassar muitos dos constrangimentos que aquela área ainda apresenta, pese embora todo o trabalho desenvolvido pelos bombeiros na sua abordagem.

Recorde-se que a isenção das taxas moderadoras foi retirada aos bombeiros em 2011 e, desde então, a LBP tem lutado pela sua reposição total.

Marinhas. Incêndio em Albergue sem feridos a registar

Pelas 17h30 desta quinta-feira os Bombeiros Voluntários de Esposende receberam um alerta para um incêndio no Albergue de S. Miguel, na freguesia de Marinhas.

Para o local foram enviados dois veículos de socorro (combate a incêndios urbanos e de comando) e seis operacionais.

O incêndio ficou confinado a um compartimento e provocou apenas danos materiais. Não houve feridos a registar.

A GNR tomou conta da ocorrência.

Bombeiros. Esposende, Barcelos e Barcelinhos a caminho de Góis

Solicitado pelo Comando Distrital Operações de Socorro (CDOS) de Braga, os corpos de Bombeiros Voluntários de Esposende, Barcelinhos e Barcelos estão a caminho de Góis, distrito de Coimbra.

Estas corporações vão integrar o Grupo de Reforço para Incêndios Florestais (GRIF), composta ainda por bombeiros de Guimarães, Amares, Taipas e de Vila Nova de Famalicão.

Nas últimas horas, mais de uma centena de pessoas teve que ser retirada da zona de Góis devido ao violento aproximar das chamas.

“O incêndio aumentou nas últimas horas”, afirma a Autoridade Nacional de Proteção Civil, acrescentando que 18 aldeias de Góis já foram evacuadas.