Menu

“Outubro Rosa” sai à rua em Esposende

No âmbito do Plano Municipal de Promoção da Saúde, o Município de Esposende volta a associar-se ao evento “Outubro Rosa”, com o intuito de sensibilizar a comunidade para a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do cancro de mama.

Assim, em colaboração com a Associação Comercial e Industrial do Concelho de Esposende, vai realizar uma campanha de rua que se pretende que envolva toda a população em torno desta causa. A onda rosa terá início no dia 22 de outubro, com animação de rua na cidade de Esposende, onde serão distribuídos laços e balões rosa aos clientes dos estabelecimentos comerciais, bem como àqueles que circulem nas ruas da cidade.

As ruas serão ornamentadas com a cor rosa, e os comerciantes convidados a decorar as suas montras com alusão a esta causa e cor. Pretende-se, assim, levar a cabo uma campanha de consciencialização dirigida à população, em particular às mulheres,  sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do cancro de mama. O nome desta campanha remete à cor do laço rosa, que simboliza, mundialmente, a luta contra o cancro da mama.

O Município e as empresas municipais Esposende Ambiente e Esposende 2000 associam-se, também, à campanha, com a distribuição de laços rosa e a sensibilização de todos os colaboradores para esta problemática. Paralelamente, as escolas e as Instituições Particulares de Solidariedade Social do concelho foram convidadas a associarem-se também e a abordarem a importância desta temática, numa ótica de sensibilização e alerta.

O “Outubro Rosa” culminará no dia 30, com a realização de uma caminhada. Integrada no programa “Esposende em Movimento”, dinamizado pela Esposende 2000, esta oitava etapa da volta ao concelho abrange o circuito Marinhas – Antas – Forjães, numa extensão de aproximadamente 15 quilómetros. A partida ocorrerá pelas 9h00, da Igreja de Marinhas. As inscrições são feitas online, em www.esposende2000.pt onde estão disponíveis mais informações.

Ao associar-se a esta campanha de prevenção do cancro da mama, o Município pretende envolver toda a população de modo a que todos sejam veículos de alerta e sensibilização para esta doença.

Estima-se que na Europa surjam todos os anos 430 mil novos casos e que uma em cada dez mulheres venha a desenvolver a doença antes dos 80 anos. Em Portugal, anualmente, são detetados cerca de 4500 novos casos de cancro da mama e 1500 mulheres morrem da doença. No entanto, se detetado cedo e tratado logo de início, a taxa de cura pode chegar aos 95%.

Jornalista - Carteira Profissional Nº CO/1250