Festival de Teatro, Encontro de Coros, Cartas a Sandra e Obra escultórica de José Rodrigues são os destaques para o mês de novembro no Gil Vicente

O 29º Festival de Teatro de Barcelos prolonga-se pelo mês de novembro adentro com apresentações regulares de várias encenações até ao dia 30, inclusive. Logo no dia 5, o Teatro Experimental dos Feitos sobe ao palco com a peça “Vá P’ra Fora Cá Dentro”, pelas 21h45, e no dia seguinte é a vez dos mais novos assistirem à “A Floresta Encantada”, apresentada pelo Teatro Popular de Carapeços, a partir das 16h.

A Associação D’Improviso volta ao Teatro Gil Vicente a 12 de novembro, às 21h30, com a comédia “A Revolução das Mulheres”, num sábado cuja tarde será preenchida pelo Workshop de Iniciação à Interpretação, entre as 15h e as 16h30, orientado pela Academia de Teatro de Barcelos e dirigido a jovens adultos. O humor veio para ficar, no domingo, às 16h, com a comédia “Auto dos Bons Diabos”, numa representação do Teatro de Balugães.

Entre 18 e 20 de novembro, sobem a palco as peças “Entre a Flauta e a Viola”, da Oficina de Teatro AVAI, “Emigras”, da Academia de Teatro de Barcelos, e uma repetição da “A Bela e o Monstro”, da A Capoeira – Companhia de Teatro de Barcelos. No último sábado do mês, a Academia de Teatro promove o Worskhop de Iniciação à Iluminação Cénica, entre as 15h e 17h, cuja participação é gratuita, e o domingo será mais uma vez dedicado às famílias com a peça “O Teatro Através dos Tempos”, apresentada pela Associação “Os Amigos do Pato”. O Festival de Teatro termina mesmo em cima da reta final do mês, a 30 de novembro, com a famosa peça “As Criadas”, de Jean Genet, numa encenação da Companhia de Teatro de Braga.

Hong Sang-Soo é o cineasta escolhido pela Zoom – Associação Cultural para o mês de novembro. “Sítio Certo, História Errada”, “Noutro País” e “Noite e Dia”, dia 3, dia 17 e dia 21, respetivamente, pelas 21h30. A entrada para as sessões custa 3,5 euros. Já para os sócios a entrada é, como sempre, gratuita.

Na área musical, o Teatro Gil Vicente acolhe, no dia 3 de novembro, o Festival de Tunas, organizado pela Tuna Académica do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave, que tem início marcado para as 21h. Para assinalar o Centenário do escritor Vergílio Ferreira, o coletivo Haja Ânimo apresenta um recital de poesia e música. Chama-se “Cartas a Sandra”, título do último livro do escritor, dedicado à mulher. A leitura das cartas por Alberto Serra será o fio condutor do espetáculo, recheado de música e teatro. No fim de semana de 25 e 26 de novembro, a potência das vozes invade o auditório do teatro num Encontro de Coros, promovido no âmbito do Projeto Artístico.

Por fim, as artes plásticas serão alvo de reflexão numa conversa, dividida em dois momentos, sobre a obra escultórica de José Rodrigues, dirigida por Cabral Pinto, atual Diretor da Bienal de Arte de Vila Nova de Cerveira, um dos mais importantes eventos em Portugal na área. O momento, que terá como pano de fundo as cenografias de Rodrigues, terá lugar no dia 17 de novembro e decorrerá durante todo o dia.

Esposende. Município assinala Dia Mundial do Teatro

O Município de Esposende vai levar a efeito, no próximo sábado, dia 17 de março, pelas 21h30, no Auditório Municipal de Esposende, a apresentação da peça “Leandro, Rei da Helíria”, pela Companhia de Teatro ARCA.

O espetáculo insere-se nas comemorações do Dia Mundial do Teatro, que se assinala a 27 de março, e tem entrada gratuita. Os ingressos estarão disponíveis a partir das 20h30, no Auditório Municipal, podendo as reservas ser efetuadas através do telemóvel 930 479 093 ou do e-mail ana.ferreira@cm-esposende.pt.

“Leandro, Rei da Helíria” é um espetáculo para toda a família, onde os mais pequenos vibram com uma fantástica história de reis, príncipes e princesas e os mais velhos se deliciam com o enredo e simbolismo que a peça transmite.

Com um enredo muito semelhante ao “Rei Lear”, de William Shakespeare, este conto da tradição popular foi adaptado para o teatro português pela escritora Alice Vieira. É uma história onde se fala de amor, de ingratidão e do que acontece a um rei quando é destronado.

Barcelos. Piscinas Municipais reabrem após obras de requalificação e beneficiação

Reabriram dia 12 de março as Piscinas Municipais, concluídas que estão as obras de requalificação e beneficiação, que incidiram nos sistemas hidráulico, mecânico, cobertura e envidraçados.

Depois de feitas inspeções regulares de manutenção por técnicos no edifício das Piscinas Municipais, detetou-se a necessidade de renovar e introduzir melhorias ao nível da cobertura e dos equipamentos hidráulicos, mecânicos e da qualidade do ar interior das piscinas, que careciam de obras de requalificação e beneficiação, decorridos que estão quase 18 anos sobre a abertura ao público das Piscinas.

A cobertura do edifício foi alvo de substituição e dotada de um reforço do isolamento térmico que melhorará o comportamento térmico da envolvente exterior, eliminando pontos de infiltrações de água.

Os vãos envidraçados foram reforçados ao nível da estrutura, com a reparação de todos os equipamentos hidráulicos e mecânicos assim como de ventilação. A intervenção na área da ventilação, nomeadamente a substituição do sistema de desumidificação, vai permitir melhorar significativamente a qualidade do ar interior das Piscinas.

Foram ainda substituídas as condutas de aspiração na nave da piscina, substituídos os filtros de areia e renovado o sistema de ventilação/climatização.

A obra teve um custo de 563.605,80€ euros, acrescido de IVA, numa área de implantação de 2.900,00m2.