Mãe que se atirou ao rio em Barcelos já havia tentado a morte com os dois filhos

O Ministério Público determinou a abertura de um inquérito para investigação dos factos relacionados com o caso da mulher que se terá atirado ao rio em Barcelos, com um filho de seis anos ao colo.

Segundo foi possível apurar, Susana Pereira, de 37 anos, já havia tentado o matar-se com os dois filhos. Segundo uma testemunha, esta terá dito antes do salto da ponte que “vou levar o Carlinhos comigo”.

Aparentemente, a situação terá ocorrido por causa de uma alegada traição.

Em nota publicada no seu site, a Procuradoria-Geral Distrital do Porto confirma que a investigação foi deferida à Polícia Judiciária, por os factos “poderem integrar, em abstrato, a prática de infração criminal de natureza pública, nomeadamente o crime de homicídio qualificado, na forma tentada ou consumada”.

Acrescenta que, relativamente à criança que se encontra desaparecida, “não está pendente ou arquivado processo de natureza tutelar cível ou de promoção e proteção, quer no tribunal quer na Comissão de Proteção de Crianças e Jovens da área da sua residência”.

Já Polícia Judiciária está a investigar o caso, sendo que a progenitora poderá incorrer num crime de homicídio, informou ao Semanário V, fonte daquela força.

Segundo a fonte, neste momento decorrem as investigações, para apurar as circunstâncias da ocorrência.

“Se a mulher se atirou com o filho, estamos perante um caso de homicídio, consumado se a criança aparecer morta ou tentado se for encontrada viva”, acrescentou.

As buscas no rio Cávado, em Barcelos, para tentar encontrar um menino de seis anos são retomadas este sábado, informou fonte dos bombeiros.

As buscas em água decorreram desde as 13:00 até cerca das 19:30 horas de ontem, envolvendo mergulhadores de duas corporações de bombeiros de Barcelos.

Decorreram também pelas margens, com bombeiros, populares e militares da GNR.

Susana Pereira, moradora no Bairro João Duarte, foi resgatada da água por um popular, que para o efeito utilizou o seu barco. Esta foi transportada para o Hospital de Braga e “não corre perigo de vida”, mas mantém-se sob vigilância, informou fonte do Hospital de Braga.

O pai, Carlos Oliveira, e depois de ter tomado conhecimento dos factos, foi transportado para o hospital em estado choque.

Foto mãe: Facebook

Foto local: NC

 

Barcelos. Piscinas Municipais reabrem após obras de requalificação e beneficiação

Reabriram dia 12 de março as Piscinas Municipais, concluídas que estão as obras de requalificação e beneficiação, que incidiram nos sistemas hidráulico, mecânico, cobertura e envidraçados.

Depois de feitas inspeções regulares de manutenção por técnicos no edifício das Piscinas Municipais, detetou-se a necessidade de renovar e introduzir melhorias ao nível da cobertura e dos equipamentos hidráulicos, mecânicos e da qualidade do ar interior das piscinas, que careciam de obras de requalificação e beneficiação, decorridos que estão quase 18 anos sobre a abertura ao público das Piscinas.

A cobertura do edifício foi alvo de substituição e dotada de um reforço do isolamento térmico que melhorará o comportamento térmico da envolvente exterior, eliminando pontos de infiltrações de água.

Os vãos envidraçados foram reforçados ao nível da estrutura, com a reparação de todos os equipamentos hidráulicos e mecânicos assim como de ventilação. A intervenção na área da ventilação, nomeadamente a substituição do sistema de desumidificação, vai permitir melhorar significativamente a qualidade do ar interior das Piscinas.

Foram ainda substituídas as condutas de aspiração na nave da piscina, substituídos os filtros de areia e renovado o sistema de ventilação/climatização.

A obra teve um custo de 563.605,80€ euros, acrescido de IVA, numa área de implantação de 2.900,00m2.

Barcelos. O melhor do património gastronómico, do vinho e do turismo vai a concurso

O Município de Barcelos formalizou candidatura às “7 Maravilhas à Mesa”, propondo a concurso o melhor do património gastronómico, do vinho e do turismo do concelho.

O galo assado à moda de Barcelos, um roteiro de experiências únicas relacionado com a olaria e a riqueza do património material e imaterial, com destaque para a Feira Semanal, são os alicerces desta candidatura apresentada pelo Município, tendo como pano de fundo a recente integração da Rede das Cidades Criativas da UNESCO.

O programa “7 Maravilhas à Mesa” tem o Alto Patrocínio do Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, da Secretaria de Estado do Turismo, e da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior e é desenvolvido em parceria com a Associação de Municípios Portugueses do Vinho. Promove, desde 2007, os grandes valores da identidade nacional, realizando iniciativas de valorização do património histórico, natural, gastronómico, as praias e as aldeias de Portugal.

O tema escolhido para este ano foi “7 Maravilhas à Mesa”, que inclui gastronomia, vinhos e azeites e roteiros turísticos. Tendo em conta as enormes potencialidades de Barcelos nestes domínios, o Município efetuou esta candidatura com o objetivo de promover os seus melhores produtos e ver reconhecida a riqueza do seu património.

Na categoria de Gastronomia, no património carne e caça, o Município sugere o famoso galo assado à moda de Barcelos, especialidade que remete para a lenda do Galo.

Na categoria de Vinhos e Azeites, Barcelos concorre nos vinhos brancos e tintos, como exemplares produzidos em quintas do concelho das castas Loureiro / Alvarinho e Vinhão, respetivamente.

Na categoria de roteiros, a candidatura do Município apresenta propostas em quatro domínios: Património Histórico, Cultural e Natural (Torre Medieval), Museus (Museu de Olaria), Eventos de Afirmação Local (Feira Semanal) e Experiências Únicas (modelação em barro e pintura de cerâmica).

À semelhança das edições anteriores, um painel de especialistas avaliará as candidaturas de forma a elaborar uma lista de 49 pré-finalistas, sete de cada região, que posteriormente serão votadas pelo público.