UMinho afirma-se nos rankings internacionais

A Universidade do Minho tem vindo a subir nos principais rankings internacionais, como é demonstrado pelos resultados mais recentes do Scimago Institutions Rankings e do Center for World University Rankings (CWUR).

No primeiro caso, a UMinho é a 357ª a nível global, tendo progredido quase 200 posições desde 2010 e reforçado a sua presença nas comunidades académicas, na sociedade e na economia. Já no CWUR, e desde 2014, a UMinho subiu 76 lugares na visibilidade internacional, 42 nas publicações, 39 nas citações e 12 nas patentes.

O ranking Scimago avalia o desempenho na investigação, inovação e impacto social de 5147 instituições de ensino superior e I&D do mundo, tomando nomeadamente como referência o volume de publicações científicas e de citações na base de dados da Scopus. A lista é liderada pela Universidade de Harvard (EUA) e inclui 25 instituições portuguesas no top 700.

O ranking da CWUR destaca as 1000 melhores universidades do mundo. Na presente edição surgem instituições de 60 países, sobretudo dos EUA (224 representantes), China (90) e Taiwan (21). Portugal está presente com seis universidades: UMinho, Lisboa, Porto, Coimbra, Nova de Lisboa e Aveiro. No topo da lista estão as universidades de Harvard, Stanford, MIT (todas dos EUA), Cambridge e Oxford (ambas do Reino Unido).

O ranking afere a qualidade da educação e formação dada aos estudantes, o prestígio dos membros das instituições e a qualidade da investigação produzida.

A UMinho vê assim confirmado o seu lugar de destaque como instituição de ensino superior com prestígio mundial. Os resultados alcançados refletem a pertinência da aposta numa estratégia realista de crescimento com qualidade e de afirmação internacional, prosseguida pela UMinho e resultante do envolvimento empenhado dos seus membros.

Braga. Vereadora Lídia Dias eleita para a Comissão Política do CDS

Lídia Dias, vereadora da Educação e Cultura da Câmara de Braga foi eleita como vogal para a Comissão Política do CDS-PP, integrando a lista dos órgãos nacionais eleitos no 27.º Congresso do CDS-PP, que decorreu em Lamego.

Licenciada em Educação de Infância pela Universidade do Minho e pós graduada em Supervisão e Pedagogia da Infância, foi educadora de Infância entre 1999 e 2013 numa instituição privada da cidade de Braga e responsável pela coordenação pedagógica da Educação Pré-Escolar no mesmo estabelecimento de ensino entre 2006 e 2013, altura em que assumiu funções executivas na Câmara de Braga.

Para além da vereadora, foram ainda eleitos mais dois vogais para o Conselho Nacional – Mário João Araújo e João Miguel Lemos.

Ensino. IPCA abre Escola Superior de Hotelaria e Turismo já em no próximo ano letivo

A Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Instituto Politécnico do Cávado e Ave (IPCA) vai começar a funcionar no ano letivo 2017/2018, em instalações provisórias em Barcelos e Guimarães, informou hoje aquela academia.

Em comunicado, o IPCA refere que, no seu primeiro ano de funcionamento, aquela escola terá como oferta o mestrado em Gestão do Turismo, a licenciatura em Gestão de Atividades Turísticas e os cursos técnicos superiores profissionais (CTeSP) de Organização em Gestão de Eventos e de Turismo, Natureza e Aventura.

Estes cursos funcionarão, provisoriamente, no campus do IPCA, em Barcelos (licenciatura e mestrado), e no pólo de Guimarães do IPCA, situado no Avepark (CTeSP).

Posteriormente, e a título definitivo, a Escola Superior de Hotelaria e Turismo ficará instalada na Quinta do Costeado, Guimarães, onde irá funcionar como escola-hotel.

Como já adiantou um responsável do IPCA, será uma escola assente no modelo “aprender fazendo”.

A escola integrará um “hotel de charme”, com 10 a 20 quartos, um restaurante de serviço “à la carte”, um bar pedagógico, uma cozinha e laboratórios.

O IPCA já dispõe de três escolas superiores (Gestão, Tecnologia e Design), todas em Barcelos.