António Costa defende que o conhecimento é “a base” do futuro do país

O primeiro-ministro, António Costa, defendeu hoje, em Caminha, que o conhecimento é “a base” do desenvolvimento e do futuro do país e destacou a descentralização como “a pedra angular” da reforma do Estado.

“O conhecimento é a base do nosso desenvolvimento e do nosso futuro, e para haver conhecimento é essencial investir na cultura e no acesso ao livro e à leitura”, referiu, durante a inauguração da nova Biblioteca Municipal de Caminha.

Trata-se de um investimento de cerca de um milhão de euros, promovido pela Câmara de Caminha e comparticipado em 85 por cento pelos fundos comunitários.

António Costa defendeu a necessidade de transferir mais meios e mais competências para as juntas de freguesia e para os municípios, “porque quem está próximo define melhor”.

“A pedra angular da reforma do Estado é a descentralização”, sublinhou, afirmando ser “da maior importância dar passos sustentados” no caminho da descentralização.

A nova Biblioteca de Caminha resultou da recuperação de um edifício antigo no Centro Histórico da vila, um exemplo que António Costa aproveitou para destacar a reabilitação como “uma forma essencial de valorização do património” do país.

Costa disse que, durante muitos anos, o país cresceu com base na construção nova, mas “hoje aprendeu que é essencial apostar na reabilitação”.

Uma outra tónica do discurso do primeiro-ministro foi a necessidade de reforçar o investimento, quer público quer privado, desde logo aproveitando “as primeiras verbas disponíveis” do Portugal 2020.

“O investimento é necessário e urgente”, referiu.

Depois de ouvir o presidente da Câmara de Caminha, Miguel Alves, alertar para os problemas que se vivem na Europa, Costa disse que a solução está na escolha do caminho certo.

Para Costa, a “encruzilhada” em que a Europa se encontra constitui “uma oportunidade” para cada um escolher o caminho que quer seguir, “o certo ou o errado”.

Viana do Castelo. PJ de Braga detém abusador sexual de criança

A Polícia Judiciária (PJ) de Braga anunciou hoje a detenção de um homem de 24 anos pela presumível autoria da prática de um crime de abuso sexual de criança, ocorrido em Viana do Castelo, durante dois meses.

Em comunicado, a PJ acrescenta que em causa estão “atos sexuais de relevo”, tendo o agressor aproveitado “a proximidade e a vulnerabilidade” da menor.

O detido foi presente a interrogatório judicial, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de proibição de contactos e de frequência de locais com crianças.

 

Escolas. “Pequenos fangueiros” recebidos na Assembleia da República por Ferro Rodrigues e deputados

No âmbito da ‘Viagem Finalistas’ do 4.º ano de escolaridade, a Associação de Pais e Amigos do Centro Escolar de Fão, do concelho de Esposende, proporcionou a um grupo de alunos uma visita à Assembleia da República.

Os “pequenos fangueiros” foram recebidos pelo deputado Joaquim Barreto, do PS, que serviu de guia.

“Foi com todo gosto que acompanhei e de recebi os meninos e meninas bem como os docentes que os acompanharam nesta deslocação a Lisboa”, disse o deputado.

Além da visita guiada, o grupo de petizes almoçou nas instalações da Assembleia da República. Conheceram o plenário e estiveram com o presidente do Parlamento, Eduardo Ferro Rodrigues.

“Foi para mim uma enorme satisfação receber esta simpática delegação do meu distrito na Assembleia da República. Aos meus amigos mais pequeninos, desejo as maiores felicidades ao longo da vida. Aos seus professores, na pessoa da Patrícia Mucha, presidente da Associação de Pais e Amigos do Centro Escolar de Fão, deixo uma palavra de apreço pelo importante trabalho que diariamente desenvolvem no processo educativo e formativo destas, como de outras crianças que frequentam este estabelecimento de ensino”, desejou Joaquim Barreto no final da visita.