Menu

Joana Pereira crítica “gestão propagandista da câmara” e quer ajudar o PS de Esposende “fazer a diferença”

Joana Pereira é a nova líder da Juventude Socialista (JS) de Esposende e na hora da tomada de posse a jovem socialista não poupou críticas à gestão da camarária de Benjamim Pereira, apontada graves falhas no município.

Para Joana Pereira, Esposende até é “um privilégio da natureza”, mas esta imagem não está bem distante dos graves problemas básicos do município e que Benjamim Pereira “teima” em assobiar par ao lado.

“Todos concordamos que o nosso concelho é, de facto, um privilégio da natureza. O que é absolutamente desconcertante é saber que, apesar disso, parte da população não tem acesso a saneamento básico, o que nem parece ser uma prioridade para quem hoje gere o município”, afirmou a líder da JS de Esposende.

Para Joana Pereira, o município está mais preocupado em “dar concertos de verão, fogo-de-artifício, revistas de propaganda e até terços em passeios a Fátima”.

A jovem socialista trouxe ainda para o discurso a questão da agregação de freguesias operada na mais recente reforma administrativa. “Um partido que se afirmou contra essa agregação levada a cabo pelo anterior Governo não pode adiar a questão da desejada desagregação das mesmas freguesias. Em Esposende vemos que foram criadas duas superfreguesias, aumentando ainda mais as disparidades”, frisou.

Perante a presença do líder distrital de Braga da JS, José Litra, Joana Pereira disse querer “ajudar a que o PS para que consiga fazer a diferença em Esposende”.

Jornalista - Carteira Profissional Nº CO/1250