Menu

Esposende. Segundo Festival de Teatro Amador entra em cena

No âmbito do programa CREARTE – Crescimento da Arte Teatral em Esposende, a Câmara de Esposende vai promover, entre os dias 25 de fevereiro e 25 de março, a segunda edição do FestiAma – Festival de Teatro Amador de Esposende.

O evento integra a realização de cinco espetáculos pelos grupos de teatro amador do concelho, nomeadamente Forjães em Cena, GARFO – Grupo de Artes Recreativas de Fonte Boa, GATA – Grupo de Teatro Amador de Fão, GATERC – Grupo Amador de Teatro Esposende-Rio Cávado e JUM – Juventude Unida de Marinhas. O Festival visa dar a conhecer o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido por estes grupos, sob a orientação do encenador e formador Jorge Alonso. Para além da oportunidade de apresentarem publicamente o seu trabalho e de se conhecerem entre si, os grupos de teatro do concelho têm também, através deste festival, a oportunidade de adquirir ferramentas relativas à organização de um espetáculo.

A iniciar o festival, no dia 25, o GATERC leva à cena a peça “Polícias”, de Slawomir Mrozek; no dia 4 de março o grupo Forjães em Cena sobe ao palco com “O Gato”, de Henrique Santana; no dia 11 a JUM estreia “Aqui há fantasmas”, também de Henrique Santana, sendo que no dia 18 é a vez de o GARFO apresentar “A Maluquinha de Arroios”, de André Brun e, por fim, no dia 25 a GATA traz a público a peça “D. Rosinha, a Solteira”, um texto de Federico Garcia Lorca. Os espetáculos terão lugar no Auditório Municipal de Esposende, sempre às 21h30, com entrada livre. Poderão ser feitas reservas de bilhetes, havendo um limite de 4 bilhetes por pessoa, até às 16h30 do dia anterior ao espetáculo e estas reservas deverão ser levantadas até às 20h30 do dia do espetáculo, na Bilheteira do Auditório Municipal.

Para além do Festival de Teatro Amador, o Programa CREARTE integra a realização, no mês de agosto, do Festival de Teatro de Rua de Esposende, do qual decorreram já duas edições, com forte adesão de público.

De salientar que o Programa CREARTE, para além da realização dos festivais anteriormente referidos, engloba uma forte componente de formação, tanto junto dos grupos de teatro amador do concelho, como também junto dos mais novos, através de ações de formação e da criação do grupo infanto-juvenil “Boca de Cena”.