Menu

Crime. Onda de assaltos em Esposende atinge cafés, imobiliárias e restaurantes

Num espaço de uma semana foram vários os cafés e restaurantes no concelho de Esposende. Só na freguesia de Vila Chã, e num curto espaço de duas noites foram dois os cafés assaltos. No caso, o “Vicente” e “Três flores”.

Segundo fonte das autoridades, tabaco e dinheiro estão entre o apuro dos assaltos. “O método é pela via de estroncamento”, indicou fonte do comando distrital da GNR de Braga, confirmando vários danos.

No entanto, e segundo relatos que têm chegado à redação do V, há restaurantes e outros pequenos estabelecimentos comerciais.

Fonte da GNR de Esposende confirmou outro assalto, mas desta vez ocorrido no centro de Esposende, e a poucos metros do anterior assalto a loja de ouro por encapuzados.

“Uma imobiliária foi assaltada”, soube o V que mais tarde confirmou tratar de uma imobiliária em frente aos correios de Esposende.

Os larápios aproveitaram a ausência momentânea da funcionária para levar o dinheiro de várias rendes.

“Centenas de euros desapareceram”, confirmou a GNR de Esposende, depois de questionada.

As autoridades estão a investigar onda de assaltos em Esposende.

Jornalista - Carteira Profissional Nº CO/1250