Menu

Esposende. Loja Social continua a afirmar-se como rede de partilha e solidariedade

A Loja Social de Esposende, projeto desenvolvido no âmbito da Rede Social concelhia desde dezembro de 2011, continua a afirmar-se, cada vez mais, como uma rede de partilha e solidariedade de toda a comunidade.

Em recente reunião do Conselho Local de Ação Social de Esposende foi analisado o relatório de atividade relativo ao ano 2016, que expressa a grande dinâmica deste projeto, e de onde sobressai um aumento de 51% do número de bens doados à Loja, ou seja, só num ano foram doados mais bens do que entre 2012 e 2015. Já no que se refere ao número de doações, comparativamente a 2015, o ano passado houve um aumento de 84%, sendo que a maioria (70%) foi de particulares.

Traduzindo o impacto deste equipamento na vida das famílias como resposta às suas necessidades, registou-se também um aumento de 58% do número de trocas. Foram efetuadas 2 648 trocas, das quais cerca de 21% foram efetivadas por utilizadores de concelhos vizinhos.

Continua, de resto, a verificar-se a dinâmica de anos anteriores, com um acréscimo de 56% do número de bens que as famílias beneficiaram, quer através de atribuições pelas técnicas de intervenção social, quer por iniciativa própria através do processo de troca.

O relatório de 2016 aponta a entrada de 47 novas famílias na Plataforma de Gestão Integrada da Loja Social, em detrimento de outras que viram as suas condições de vida melhoradas durante esse ano, prescindir do seu apoio, em particular no que se refere ao acesso a bens alimentares. Deste modo, e desde a sua abertura, já usufruíram desta resposta social, sobretudo no acesso a alimentos, um total de 582 famílias.

Ainda neste âmbito, em relação a 2015, verifica-se um decréscimo de 39,7% de novas famílias, que resulta do facto da maioria das famílias carenciadas do concelho se encontrarem já identificadas pelas técnicas responsáveis pela intervenção. Em 2016, foram apoiadas com alimentos 232 famílias.

A parceria tem sido basilar na operacionalização deste projeto, quer por parte das entidades responsáveis pela intervenção social no concelho, através das suas técnicas, quer por parte dos restantes Parceiros da Rede Social que têm colaborado sempre que solicitado.
Relativamente a uma destas parcerias, da qual resultou a criação de um projeto de apoio à aquisição de medicamentos por parte da população idosa com carências socioeconómicas – Lions Solidário, estabelecida com o Lions Clube de Esposende, refira-se que se registou um aumento de 246% do valor disponibilizado ao projeto num total de 500 euros, o que permitiu adequar os critérios do projeto, permitindo o acesso a um maior número de idosos.

Ao abrigo do projeto “Banco de Leite e Banco de Ajudas Técnicas”, promovido pela Delegação de Esposende da Cruz Vermelha Portuguesa foram distribuídas 105 latas de leite adaptado e entregues 24 equipamentos de ajudas técnicas.

O voluntariado é uma vertente fundamental ao funcionamento da Loja Social. O ano passado, verificaram-se 363 participações de voluntários (um aumento de 33% comparativamente com o ano de 2015), correspondentes a 4 655 horas de trabalho voluntário.

No que respeita à afluência à Loja Social, houve um aumento de 21%, com 7 514 utilizadores, o que denota que este projeto se encontra cada vez mais enraizado no quotidiano da comunidade, traduzindo-se num maior número de doações, atribuições, troca de bens, bem como visitas para contacto com o projeto.

Numa vertente direcionada para toda a comunidade, em especial para a infância e a juventude, a Loja Social tem-se traduzido num espaço de consciencialização para a promoção de uma sociedade mais solidária, voluntária e ecológica. Em resultado do contacto com este projeto, muitas foram as iniciativas levadas a efeito por diversas entidades e faixas etárias da comunidade, em contexto escolar, comercial ou empresarial, tendo como propósito os fins que a Loja Social persegue, sobretudo a angariação de bens que assegura a sua operacionalização. De referir que este contacto também permitiu que muitos cidadãos envolvidos tivessem vivenciado, frequentemente, a experiência de serem voluntários/as em várias atividades tanto nas instalações da Loja, como no exterior, como é o caso de escolas, estabelecimentos comerciais, empresas, feiras e mercados, entre outros.

O relatório de atividades, disponível no microsite da Loja Social de Esposende que se encontra alojado no site do Município, retrata a avaliação do projeto, suportado num planeamento concertado em contexto de parceria que caracteriza o funcionamento da Rede Social, e reflete a atividade desenvolvida pela Loja Social numa lógica de reutilização dos recursos disponíveis, como suporte complementar à intervenção social concelhia, suprimindo a sua sobreposição, e potenciando o planeamento entre serviços e entidades com responsabilidade na promoção de melhores condições de vida à população.

A sua intervenção tem como objetivo auxiliar e colmatar situações consideradas como problema ou necessidade, produzindo resultados que contribuem para a inclusão social dos cidadãos, que por uma razão ou outra se encontram em situação de exclusão social. Reforça-se ainda o compromisso alargado da comunidade, na gestão de bens excedentários de forma mais organizada, maximizando o impacto dos bens e serviços prestados aos cidadãos, ao responderem mais eficiente e eficazmente aos seus problemas e desafios. Trata-se de um modelo inovador, que potencia um novo paradigma a ter em conta no futuro, com o desígnio da sustentabilidade subjacente em parcerias que operam em rede, permitindo uma cidadania ativa e ambientalmente culta, que deixa o seu impacto visível no território, já que somos todos obreiros na construção de um ambiente sadio e equilibrado.