Menu

Esposende. Município diz ter tido “o melhor desempenho financeiro de sempre”

O Relatório de Gestão do Município relativo ao ano 2016, aprovado ontem em reunião do executivo, espelha, segundo o município liderado por Benjamim Pereira, “o melhor desempenho financeiro de sempre” da Câmara de Esposende. o edil vinca mesmo que “nunca o concelho assistiu a tão elevado volume de investimento, quer por parte da autarquia quer de fundos provenientes através de entidades onde está integrado”.

O documento, que obteve os votos favoráveis dos vereadores do PSD, a abstenção do vereador do PS e o voto contra da vereadora do CDS/PP e que vai ser submetido à aprovação da Assembleia Municipal no próximo dia 28 de abril, apresenta, segundo o executivo municipal, níveis de execução bastante elevados, 104% no orçamento da receita, 76% no orçamento da despesa e um resultado líquido superior em 33% face ao de 2015, o que posiciona Esposende, mais uma vez, no topo da tabela dos Municípios com melhores resultados financeiros.

Em termos de capacidade de endividamento, o Município terminou o ano com uma margem superior a 17 milhões de euros, tendo transitado para 2017 sem dívidas de curto prazo, com rácios de liquidez extremamente positivos, situando–se a liquidez geral na ordem dos 217% e a liquidez imediata no patamar dos 200%.

De realçar que a disponibilidade financeira do Município (superavit) ultrapassa os 6 milhões de euros, montante bastante superior ao refletido no Relatório de Contas relativo a 2015. Este saldo vem reforçar o orçamento de 2017, permitindo, assim, a concretização de um vasto conjunto de investimentos, que estão, neste momento, em execução.

Em 2016 foi possível, ainda, proceder a um abatimento próximo dos 790 mil euros nos empréstimos contratados, o que representa uma redução de 13,5%, em relação a 2015.

Estes resultados refletem, de acordo com Benjamim Pereira, “o rigor, equilíbrio e sustentabilidade que têm norteado a gestão deste executivo”.

O presidente da Câmara nota que a execução do Plano de Atividades e Orçamento de 2016 assentou não só na concretização de obra física, mas também na implementação de políticas sociais e económicas tendentes a possibilitar melhores condições de vida às famílias e a impulsionar o desenvolvimento económico do concelho.

Benjamim Pereira refere que, juntamente com as Juntas de Freguesia, o Município tem vindo a trabalhar em prol do interesse comum e na definição das prioridades da população, através da execução do Plano de Investimentos, que contempla intervenções nas quinze freguesias do concelho, cujo valor investido ultrapassa já os 11 milhões de euros.

“Não temos dúvidas que estão criadas as condições para um novo ciclo, alicerçado não só nos resultados alcançados e que agora apresentamos, mas também no quadro comunitário de apoio Portugal 2020, que se afigura como uma nova janela de oportunidades e de financiamento”, afirma Benjamim Pereira, reafirmando o esforço e empenho do executivo em prol do contínuo engrandecimento do Município.

 

Jornalista - Carteira Profissional Nº CO/1250